Noticias, Notícias gerais

Encontro da articulação da Pastoral Popular Luterana Capixaba

No dia 28 de outubro de 2016, em Colatina-ES se reuniram pessoas voluntárias para planejar “que PPL queremos”; “que PPL podemos. Estiveram presentes o pastor João Paulo Auler, catequista Karin Dieter, catequista Traudi Kraemer, pastor Wonibaldo Rutzen, aluna e aluno da ADL Daniela Bueke Knack, Alan Krüger Prudêncio, pedagogo Gilmar Hollunder, Nilza Francisca Ahnert Schreiber, Serviço Social, presidente da ACESA Cleidiomar Marquart. O encontro iniciou com a leitura das metas elaboradas no último Encontro Nacional e sua 20ª assembleia.

Os presentes puderam falar da PPL desde sua formação, quando foi o seu primeiro contato e em que ela contribuiu para mudanças em sua vida e no grupo social em que vive ou viveu. Foi expresso a preocupação de uma Igreja que saiba de fato colocar em prática ações que de possam incluir o outro e a outra já que foi dada ênfase no Concílio de Brusque-SC. ” Gilmar que faz parte da Coordenação Nacional comentou sobre o grupo “Semeando a Esperança” na ADL existe há três anos. Disse ainda que a atuação do grupo, além dos encontros internos, atua com práticas agroecológicas, horta medicinal e terapias complementares, combate permanente dos agrotóxicos, movimento ecumênico no município local, Educação do Campo. “Só se encontrar sem se comprometer cria estagnação do grupo. Precisa ser fermento na massa para abrir os olhos. Precisa ir além do rito, ir ao encontro da minorias e na defesa dos direitos da grande massa que são os trabalhadores no campo e na cidade”, afirma.

Saímos com duas datas previstas em 2017, uma para novo planejamento e outra para uma Encontro capixaba da PPL agregando as diversas grupos e ações existentes no Sínodo. Com isso, vemos o entusiasmo dos que participaram certos de que seremos” fermento na massa”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.